quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Histórico: 50 mil pessoas em Brasília durante o registro de Lula à presidente

É oficial!  Lula é o candidato do Partido dos Trabalhadores à Presidência da República. A candidatura de Luiz Inácio  Lula da Silva foi registrada oficialmente junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira (15/08).  O registro foi feito nos braços do povo: milhares de pessoas participaram da Marcha  Lula Livre, que terminou em um grande ato popular em Brasília, celebrando o registro oficial Lula candidato.
Nas palavras de  Fernando Haddad, vice-presidente na chapa de Lula (uma coligação entre  PT,  PCdoB e Pros) e seu porta-voz, “o registro da candidatura de Lula é um ato de obediência à vontade do povo e à Constituição Federal”.
Na data, 152 juristas entregaram carta em que defendem a Constituição Federal, a legalidade e a candidatura de Lula. O apoio nacional e internacional à candidatura de Lula vem crescendo, e os juristas são enfáticos em afirmar que Lula tem direito a ser candidato, participar de debates e ter seu nome nas urnas no próximo dia 7 de outubro.
No dia 15, o ex-presidente fez questão de  mandar um recado: “dá pra construir um Brasil melhor e vocês sabem disso, porque já vivemos isso”.
É Lula 2018, pra fazer #OBrasilFelizdeNovo.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Executiva rifada: PT-MT emparelhado e funcionários de Saguas e Barranco votam pela aliança com Wellington Fagundes ao governo do estado.

A Comissão Estadual Eleitoral (CEE) juntamente com a executiva emparelhada do PT-MT sacramentou no último domingo (05) em uma reunião vergonhosa  de 1 hora, para apresentar a decisão tomada dentro dos gabinetes de Saguas e Barranco sinalizando a aliança com o candidato Wellington Fagundes (PR) ao governo do estado e cuspindo na cara dos militantes da CUT, MST e a base histórica do Partido dos Trabalhadores que  defendia a candidatura própria com o nome de Edna Sampaio pelo PT ao governo do estado e a professora Enelinda Scala ao senado.

O deputado Federal Saguas Moraes e o Deputado Estadual Valdir Barranco (presidente do PT-MT) defendeu a aliança com o "golpista" Wellington Fagundes  (PR), que foi um dos principais articuladores do impeachment de Dilma Rousseff.

Foram 9x7 pela aliança, não houve surpresas já era esperado o resultado, os 9 votos pela aliança são de funcionários com cargos de confiança na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal um verdadeiro emparelhamento pelos defensores da aliança onde pelo menos 70% dos cargos com direito a voto nas estâncias partidária regional são ocupados por assalariados vinculados aos gabinetes dos parlamentares Saguas e Barranco.

Veja a lista dos nomes favoráveis a aliança e suas respectivas funções 

1. Valdir Barranco (CNB) – Presidente – Pela aliança com Wellington Fagundes
2.      Mauro César Campos (CNB)  – 2º Vice Presidente e Assessor de Barranco – Pela aliança
3.      Nelson Borges (CNB)– Secretário Geral e assessor de Barranco – Pela aliança
4.      Rosa Neide Sandes (CNB) – Sec. Formação política – Chefe de gabinete de Barranco – Pela aliança
5.      Edilson Pedro Spenthof (CNB) –Sec de Organização –Assessor de Barranco – Pela aliança
6.      Fernando Santos Souza (CNB) – Sec. De Comunicação – Assessor de barranco – Pela aliança
7.      Terezinha Furtado (CNB) – Sec. Institucional – Assessora de barranco – Pela aliança
8.      Edivaldo Souza Magalhães (CNB) – Vogal – Assessor de Saguas – Pela aliança
9.      Elen Carolina Martins (CNB) – Sec. De Finanças – Coordenação da campanha de Barranco – Pela aliança
AS PESSOAS LUTAM PELA SOBREVIVÊNCIA E OS CARGOS QUE OCUPAM!

Concretizar a aliança com Wellington Fagundes é jogar no lixo a trajetória política e os nomes dos Deputados Waldir Barranco e Saguas Moraes, a militância vê essa atitude como uma traição ao Partido dos Trabalhadores.

sábado, 4 de agosto de 2018

Vale-tudo: Longe do PT o deputado Allan Kardec apoia seu antigo opositor

Após a conturbada saída do PT no inicio do ano o Deputado Estadual Allan Kardec (PDT) vem lutando para manter a cadeira na Assembleia Legislativa e isso vale até se aproximar de Mauro Mendes (DEM) candidato ao governo de Mato Grosso. Kardec foi opositor de Mauro Mendes enquanto era vereador de Cuiabá, mas na velha política vale-tudo inclusive aliar com seu opositor, apesar disso ser um passado não muito distante Allan Kardec mostrou uma certa insatisfação em Maio deste ano quando o PDT sinalizou a possibilidade de aliança com o DEM de Jaime Campos. Águas passadas há poucos dias atrás Kardec se reuniu com Zeca Viana e Mauro Mendes no intuito de viabilizar sua reeleição para Deputado Estadual já que o ex prefeito de Cuiabá aparece bem nas pesquisas para o governo.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Mandato através de Fraudes: Senador José Medeiros (PODEMOS) é cassado por determinação do TRE

Finalmente o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) determinou na noite da última terça feira (31) a cassação do mandato "fraudado" do senador José Medeiros (PODEMOS) o mesmo teria atuado em falsificação em ata de candidatura que o elegeu no cargo de suplente de Senador da República por Mato Grosso . Medeiros declarou inúmeras vezes na tribuna do Senado da República que a presidenta Dilma era corrupta, e muitas vezes chamou o PT de organização criminosa, seu mandato foi marcado por acusações e brigas entre os parlamentares Medeiros declarou muitas vezes que o "mal do PT era gostar de pobres"

ESSAS SÃO AS FIGURAS DO GOLPE CONTRA O BRASIL 
O processo investigava uma possível fraude que definiu a candidatura da coligação "Mato Grosso Melhor Pra Você". 
A decisão chegou a ser arquivada mas em 2016 o Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) mandou reabrir o caso. 

A justiça realmente é confiável? Depois de quase 5 (cinco) anos no mandato fraudado a sentença vem somente no final de mandato. Como confiar na judiciário? Será que o Senador Moralista vai devolver o dinheiro público que recebeu todo esse tempo de fraude?

Mazelas do poder público: Calçadas e vias urbanas em Cuiabá tem de tudo, menos dignidade.

Não basta os remendos nas avenidas de Cuiabá, nossas calçadas é um problema antigo e um verdadeiro caso de polícia.
Cuiabá cresceu muito nos últimos anos e as calçadas são um reflexo dessa falta de planejamento e irresponsabilidades do poder público, em frente da UFMT por exemplo existem alguns buracos no meio da calçada, bueiro aberto, e até um animal se decompondo já presenciamos, não tem a menor condição de tráfego para os cuiabanos e muito menos para pessoas com algum tipo de deficiência, as calçadas em Cuiabá foram feitas para outro tipo de criatura transitar, menos gente.

CUIABÁ VERGONHA NACIONAL!

A capital vem “se preparando” para comemorar seus 300 anos um futuro distante de ser considerada uma cidade exemplo de outras capitais, atualmente a população não se orgulha do transporte público sucateado, esgoto tratado... O pior é andar pelas calçadas da grande Cuiabá que se tornou um grande desafio em especial pra quem necessita de acessibilidade, lixos na calçada no centro da capital, buracos e até mesmo a falta de uma calçada é o principal obstáculo de toda população que faz disputa com veículos, motos e até caminhões de cargas em locais onde de idosos, pessoas com deficiência visual e cadeirantes deveriam transitar sem preocupação. Se tem uma chance de vereadores e o prefeito visitar esses locais é só no período eleitoral quando saem a procura de eleitores e onde surge políticos desde "Santo a salvador da pátria", mas sempre com o mesmo discurso e promessas antigas, passadas o período eleitoral as calçadas e as demais obrigações do poder público continua da mesma forma e cada dia pior A prefeitura municipal de Cuiabá está investindo milhões para o "Cuiabá 300" principalmente em revitalização das praças centrais mas esquece do caos da saúde pública nas policlínicas onde chega a faltar o mínimo, e as calçadas que chega ser vergonha nacional.

Congresso Extraordinário da JPT-MT

Aconteceu no último domingo 29/07 no diretório estadual do Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso o congresso extraordinário da JPT onde foi definida a nova coordenação estadual que agora fica com a responsabilidade de Fernando Santos até 2019,  juntamente com Ana Carolina como secretaria adjunta, ambos discutiram os próximos trabalhos a ser desenvolvidos e as conquistas da nova gestão até o próximo ano.
O deputado estadual Valdir Barranco compôs a mesa onde fez a fala da conjuntura nacional e estadual nas eleições deste ano, onde o propósito é fazer o registro da candidatura de Lula para disputar e vencer as eleições para presidente. 

Ao final do congresso a Juventude do PT lançou uma Moção em defesa da candidatura própria do PT em Mato Grosso. 

Segue abaixo

O golpe liderado pelas forças reacionárias do país vem submetendo o povo brasileiro a um violento processo de empobrecimento e perdas de direitos. Desde a fraude do impeachment que tirou da presidência nossa companheira Dilma Rousseff, presidenta eleita e legítima do país, o governo golpista vem desmontando o Estado, dilapidando nossa soberania e destruindo todas as conquistas populares conseguidas através de lutas históricas e das políticas dos nossos governos.
O golpe jurídico, parlamentar e midiatico suspendeu nossa democracia, cassando direitos e garantias fundamentais e mergulhando o país num Estado de Exceção já conhecido pela população periférica, especialmente pela juventude negra, hoje materializado na perseguição infame e autoritária ao presidente Lula.
A juventude brasileira é uma das principais vitimas desse golpe. Os golpistas interromperam um ciclo histórico de acesso a emprego, educação e a uma vida mais digna para as juventudes. Hoje voltamos aos recordes de desemprego entre os jovens; hoje as universidades fecham novamente as portas aos jovens trabalhadores, negros, indígenas; hoje voltam subempregos e precarização extrema da vida das juventudes na periferia. A geração de hoje e a da próxima década poderão estar submetidas a um sucateamento nunca antes visto da educação, da saúde e ao fim, na prática, da previdência.
Aqueles que empenharam todas as suas forças para referendar o impeachment fraudulento da presidenta Dilma elegeram ali, conscientemente, o projeto criminoso derrotado nas urnas que hoje arrasa a vida dos brasileiros e das brasileiras.
Em Mato Grosso assim como na conjuntura política nacional, aqueles que em 2016 foram entusiastas do golpe, não conseguem se aglutinar em somente uma candidatura. O que não significa na prática que todos esses setores pertencentes ao agronegócio genocida têm interesse direto na continuidade e consolidação da Ponte para o Retrocesso.
Enquanto Pedro Taques (PSDB) foi o primeiro governador do brasil a se posicionar favorável publicamente no decorrer do processo de impeachment da Presidenta Dilma, Wellington Fagundes (PR) foi um dos principais articuladores entre os parlamentares mato-grossenses na comissão do golpe, instaurada no Senado Federal. Posteriormente, ambos aplicaram na íntegra a cartilha do Imperialismo contra nossos direitos. Emenda Constitucional que congela os investimentos nas áreas sociais (tanto nacional, quanto estadualmente), contrarreforma trabalhista, lei da terceirização irrestrita, reforma do Ensino Médio e assim por diante.
É notável a movimentação desses setores golpistas (que no fim das contas são todos farinha do mesmo saco) uma estratégia de inviabilizar o PT-MT eleitoralmente. Afinal, em nosso estado, cerca de ⅓ do eleitorado diz que vota no candidato a governador(a) que o Lula apontar. 
A juventude do PT em Mato Grosso considera inconcebível uma aliança com setor que aplicou o golpe nos direitos da juventude e de toda classe trabalhadora. Tal fato destruiria todo o esforço de reaproximação da nossa base social e política no estado, esvaziando a possibilidade de reaglutinação do campo popular em torno do PT, e saúda com muito entusiasmo militante as pré-candidaturas ao governo do estado da Professora Edna Sampaio e da Professora Enelinda Scala ao Senado, pois são pré-candidaturas percebidas como legitimas candidaturas das forças que enfrentaram o golpe e defendem a volta de Lula à presidência da República. Abrir mão disto em nome de uma aliança com setores que não tem compromisso algum com nossa defesa de Lula Livre e Lula Presidente significaria trocar a possibilidade de excepcional protagonismo pela condição de partido vazio de significado político, convertido em legenda palaciana por um bom tempo.
A juventude do PT em Mato Grosso entende que qualquer aliança que não se enquadre com as apontadas no último PED (setores antiimperialisatas, anti-latifundiários, anti-monopolistas e radicalmente democráticas) nos diluiria numa coligação que em nada se comunica com nossa base social e que jamais terá como prioridade a defesa de Lula e a luta contra o golpe em suas mais profundas dimensões. 
A juventude do PT em Mato Grosso acredita que a vontade política da base do partido deve ser respeitada. Não compreendemos a insistência de setores do partido numa aliança que nos rebaixa politicamente no estado sem oferecer nenhum ganho político consistente ao PT, contraposta a uma pré-candidatura petista que defenda Lula Presidente como uma verdadeira saída política contra o golpe, tendo consequentemente reais chances de vitória. Não aceitamos qualquer tipo de veto ao exercício da liderança política por parte de jovens filiados e filiadas, compreendemos que a juventude petista tem autonomia política de ter posição. O Partido dos Trabalhadores não tem dono, pertence à sua militância e aos sonhos dos bravos e bravas trabalhadores e trabalhadoras que o constroem diariamente com a força de seus sonhos.

Convocamos toda a juventude petista para seguir mobilizada e firme em defesa da candidatura própria do PT ao governo do estado, atualmente posta na pré-candidatura de Professora Edna Sampaio, para enfrentarmos no nosso estado as forças golpistas com seus diversos palanques e garantirmos aquilo que para nós é central: a defesa de Lula, do nosso projeto, para mudar, novamente, o Brasil e a vida da juventude mato-grossense.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

CENTRÃO OU QUADRILHÃO?

O candidato à presidência Geraldo  Alckmin (PSDB) terá o apoio dos partidos de Direita DEM, MDB, PP, PR, PRB e SOLIDARIEDADE, que eles e a mídia chamam de "centrão" que na realidade, são os partidos que apoiam o golpe contra a democracia e retiraram direitos dos trabalhadores. O chamado centrão é a turma de "Cunha e Temer" a gente sabe que são todos farinha do mesmo saco, esses partidos agregam juntos mais de 240 cadeiras na Câmara dos Deputados que paralisa qualquer avanço ao país. É bom lembrar também que o "centrão" se refere ao Centro de um Congresso extremamente conservador, que causou um enorme retrocesso nos últimos 4 anos, e era tudo que a organização criminosa da Direita precisava.